Foco de Pestilência #004 E o que é magia negra?

Capa-#04

 

Está no ar o Foco de Pestilência #04!

Neste episódio maligno, Flavio Watson, Pêu Lamarão, Pietro e Sr. Feliciano continuam o programa anterior, mas agora em busca do significado da magia negra. Quem são os irmãos negros que se dedicam a essas tais artes das trevas? E o que define que estas artes sejam de fato obscuras? É uma questão de discurso? É uma questão ética?

Afinal, a magia negra existe?

Vírgula Sonora: Liber AL III:17 “Fear not at all; fear neither men nor Fates, nor gods, nor anything. Money fear not, nor laughter of the folk folly, nor any other power in heaven or upon the earth or under the earth. Nu is your refuge as Hadit your light; and I am the strength, force, vigour, of your arms.”

(Tradução: “Nada temais; não temais homens nem Destinos, nem deuses, nem qualquer coisa. Dinheiro não temais, nem a gargalhada da tolice do povo, nem qualquer outro poder no céu ou sobre a terra ou sob a terra. Nu é teu refúgio como Hadit é tua luz; e Eu sou a potência, força, vigor de teus braços.” – Trad. Arnaldo Lucchesi Cardoso e Jonatas Lacerda, Espaço Novo Aeon)

Créditos:
Edição: Levy Fernandes
Tema de Abertura: Egberto Pujol
Vírgula Sonora: Gravado por Steven Ashe. Áudio completo em https://www.youtube.com/watch?v=LFt2mVWjBAw

 

  • A história da evocação do espírito de Apolônio de Tiana está no “Dogma e Ritual da Alta Magia”, parte 1, capítulo 13.

    A história do camponês inocente, a do padre assassino, bem como outras histórias igualmente estranhas estão no “Chave dos Grandes Mistérios”, parte 3, livro 1, capítulo 3.

    Aleister Crowley dá sua definição de magia negra no “Magick in Theory and Practice”, capítulo 21.

  • Leandro Severino

    Excelente podcast, parabéns pela iniciativa.

    • Flavio Watson

      Obrigado, Leandro!
      Abraços e 93!

  • Bárbara Aguiar

    Oi gente,

    Ouvi os primeiros 4 episódios essa semana e curti muito a discussão de vocês. Achei legal também que alguns detalhes que achei que faltavam no início já vi que vocês incrementaram nos que ainda não ouvi (como meninas falando e principalmente mais coisas escritas lá na descrição do episódio e referências).

    Muito interessante mesmo o podcast, estarei ouvindo 🙂

    Abraço!

  • Andrea Pereira

    Adorei. Salve o anti maniqueísmo.
    Salve a liberdade da mudança e da transformaçao pela própria vontade!
    Salve a força dos que nao se conformam! A Magia Negra nao existe concordo. Porque a Magia nao tem cor. O resultado do que você quer terá a cor que você escolher.
    Julgamento é o que alimenta a mediocridade.Condenaçao é o que mais atrasa a evoluçao humana. Uma raça de condenados que condenam outros Para dividir suas “culpas”

  • Matheus Braga

    Podcast excelente !
    Estou acompanhando o lançamento dos próximos podcasts!

  • Dom

    Sem dúvida a definição de Eliphas Levi é a que mais me atrai ou a que está mais próxima da minha interpretação. Mas a minha relação com a magia é muito mais empática e prática do que teórica. Eu me sentiria tentado a dizer que “magia negra” é a borda da borda. Se a magia é aquilo que se realiza nas margens do conhecimento a magia negra lida com o próprio inominável, ela escapa às predições.

  • Hugo

    Pessoal excelente podcast, coloquem referências de livros, para que possamos nos informar mais sobre o assunto dos episódios. Tem muita porcaria na internet.

  • Anderson

    O interessante é que fica subentendido que não há magia negra, mas há, para mim magia negra é tudo aquilo que você não gostaria que fizessem contigo, ou um dos comentaristas que colocou o nome de alguém na boca do sapo e coisas aconteceram, como ele se sentiria se fosse o nome dele na boca do sapo??? Agora se vc faz o RpM para afastar alguém e fizeram isso com você, vc que foi fraco de não superar a força do ritual.

  • Agronopolos

    Não sei pq mas parece que o arquivo está fora do ar

    • Sr. Feliciano

      Valeu pelo toque, já consertamos o link.

  • Matheus Martins

    não consigo baixar nem ouvir o podcast

  • marcus romao

    grande iniciativa irmaos, porem acredito que devemos sempre refletir nossas acoes quando interferimos com a vontade do outro

  • Bela trilha sonora.

  • Júlia Gonçalves

    Hahaa Excelente!

  • Marcell C

    Concordo que a magia não tem cor, e nem moral e ética definidas.
    Tal qual um martelo não é ético ou não, porém usar um martelo para quebrar a mão de uma pessoa (sejam quais foram suas justificativas e consequências) é que pode julgado como moral e ético.
    Ou ainda: Tudo que é ético fazer sem magia é ético fazer com magia, e tudo que não é ético fazer sem magia, não é ético de se fazer com magia.
    E esse limite entre a moralidade e a imoralidade cabe a cada um.